05/01/11


Acordei desorientado como todos os dias, mas hoje senti algo diferente, alguma coisa dentro de mim brilhava mais, impulsionava-me o corpo para frente como se me quisesse fazer andar. Apercebi-me logo que seria um dia diferente; no meu colo estava uma mala, o seu couro desgastado mostrava a sua longa existência e a minha mão quase involuntariamente abriu as suas fivelas douradas. Sentei-me na cama, os raios de sol entravam fortes pelo espaço entre as cortinas e eu tirei tudo o que havia dentro da mala, despejei-a toda no meu colchão afundado pelo tempo, e vi das mais variadas coisas surgirem dalí: uma pequena bússola tão delicada que parecia prestes a partir-se, um relógio com numeração romana que indicava serem sete e treze da manhã e uma garrafa cheia de água fresca entre outras. Diante disso não esperei nem mais um segundo, vesti a primeira roupa que vi e abri a porta, coloquei tudo de volta na mala, foi quando senti um objecto redondo lá bem no fundo, uma espécie de pêndulo com uma abertura, lá dentro uma foto tua.. E aí percebi tudo, meu coração preencheu-se, a minha angústia diminuiu um pouco e eu tinha um objectivo. Podia ter pensado que aquilo tudo estava alí para eu chegar até ti, mas bem lá no fundo eu sabia que não, aquilo era a minha saída, segui em frente, procurei uma nova vida motivado pelo que um dia sentimos um pelo outro, por todos os segundos que passámos juntos e estavam alí, recordados naquela fotografia tua. Resolvi procurar voltar a sentí-lo novamente, mas abrindo novos horizontes.

10 comentários:

lene disse...

quase que chorei a ler isto d ._.
a música no final do texto, ficou num momento múnto critico, e pronto, já se sabe que sou frágil.
u mean a lot to me ♥

fabiana s disse...

lindo dzinho! <3
é o que digo, a tua escrita está a melhorar muito.

fabiana s disse...

i

Anónimo disse...

meu amor,
não tenho tido muito tempo para vir aqui, mas prometo que assim que tenha tempo tiro um dia só para ti! quero que saibas que estou imensamente feliz e espero que também estejas, dentro do possível, claro. e o alfie? quero que ele venha a ser um autêntico gatarrão! alimenta-o bem.
estou a contar contigo para o verão bebecas. são pedro, right? há cama para ti :p
nunca te esqueças de mim, tal como nunca me esqueço de ti. olha sempre, todos os dias, para aquilo-que-nós-sabemos.
amo-te muito <3 fazes-me falta miúdo, fazes-me falta.
quanto ao texto, está lindo, como sempre.


ps: fica em anónimo mas tu sabes quem é!

lene disse...

olá bia u.u ME AMA MUITO TAMBÉM? :(

Cristiana Lourenço disse...

está lindo ! adorei

Anónimo disse...

sim queen, amo-te muito

fabiana s disse...

não consigo mudá-la bb :(

Cristiana Lourenço disse...

obrigado (:

fabiana s disse...

só mesmo para fazer o 10. ly*

Enviar um comentário